Loading...

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Choquinhos Fritos

Esta foi das primeiras receitas que me atrevi a confeccionar porque como é dos meus pratos favoritos não queria deixar de o degustar por não saber cozinhar( na altura). Telemóvel em punho, chamada para a mamã a perguntar como se faz e finalmente mãos à obra. Digo-vos sinceramente, os choquinhos ficaram espectaculares. Inclusivamente todas as pessoas que jantaram esta refeição confeccionada por mim não só comeram e repetiram, como rasparam os pratos. Não custa nada tentar e é a arriscar que vamos ganhando estaleca nestes assuntos de culinária.


Ingredientes: (receita para 6 pessoas)

  • 1.5kg de choquinhos limpos
  • 1 copo de vinho branco
  • 4 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • sal q.b.
  • azeite q.b.
  • Sumo de 1 limão

    Preparação:

    Num recipiente fundo tempere os choquinhos com sal, os dentes de alho cortados às rodelas, o copo de vinho branco e as folhas de louro. Deixar repousar a marinada durante duas horas. Depois levam ao lume uma frigideira com o fundo coberto de azeite e deixam ferver. Quando já estiver a ferver colocam os choquinhos na frigideira para fritarem um pouco. Quando já tiverem tomado um pouco de cor, juntam a marinada dos choquinhos à frigideira, mexem muito bem, baixam o lume um pouco e tapam. Deixem apurar durante 20 a 25 minutos. Está pronto a servir. Agora é só acrescentar umas gotas do sumo de 1 limão para dar ainda mais gosto e finalmente podem degustar esta refeição acompanhada de umas batatinhas fritas ou arroz branco. Bom apetite

    Gambas à La Guilho

    Está sem paciência para cozinhar? Apetece-lhe algo saboroso e com um aroma excelente? Então tire 30 minutinhos do seu precioso tempo e experimente confeccionar este petisco dos deuses. Uma entrada que fica sempre bem e que faz água na boca de qualquer um. Sem dúvida, este petisco faz cada vez mais parte das ementas dos restaurantes alentejanos pelo universo de sensações que desperta nos seus clientes. Experimentem!



    Ingredientes:


    • 1 kg de gambas congeladas
    • 4 dentes de alho
    • azeite q.b.
    • sumo de 1 limão
    • whisky q.b.
    • picante q.b.
    • sal q.b.

    Preparação:

    Num tacho com água e sal colocar ao lume até ferver. Assim que começar a ferver colocar o camarão devagar, deixar ferver e mudar de cor, apagar o lume. Escorra a água dos camarões e deixe arrefece-los um pouco. Descasque os camarões e reserve, numa frigideira larga. Corte os alhos em rodelinhas e junte bastante azeite. Vai ao lume e quando começar a ferver, coloque os camarões, virando-os devagar. Acrescente o sumo de limão aos pouquinhos, borrife com um pouquinho de whisky e tape durante 2 minutos, agitando devagar a frigideira. Tempere de picante a gosto e sirva acompanhado de fatias de pão alentejano caseiro para molhar no molho das gambas. Bom apetite

    segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

    A melhor Imperial do Alentejo

    Portugal, além de muitas coisas, é também conhecido por ser um dos grandes produtores de cerveja a nível mundial. No Alentejo existe uma cervejaria que faz as delícias dos amantes desta bebida. Serve centenas de imperiais diariamente e quem por lá passa não fica indiferente a esta imperial e não dispensa beber pelo menos duas a três. Fálo-vos da Cervejaria Lebrinha em Serpa, baixo alentejo, distrito de Beja. Desafio-vos a conhecerem o Alentejo, com paragem obrigatória nesta cervejaria para bons momentos de lazer. 


    Amêijoas à Bulhão Pato

    Esta receita é confeccionada durante todo o ano embora no verão seja a sua época alta, por assim dizer. As amêijoas são uma excelente entrada e petisco. São, sem dúvida, muito apreciadas pela maioria dos portugueses e por todos os turistas que se deslocam ao nosso país para passarem uns dias de férias. Existem muitos restaurantes no alentejo que fazem desta receita uma verdadeira iguaria.

    Ingredientes:

    • 2 kg de amêijoas
    • 2 dl de azeite
    • 4 dentes de alho
    • 1 molho de coentros
    • 1 limão grande
    • 1 copo de vinho branco
    • Sal q.b.
    • Pimenta q.b.

    Preparação:

    Deixe as amêijoas de molho em água com sal durante duas ou três horas. Escorra-as e passe-as por várias águas para lavar, antes de as cozinhar.
    Corte os alhos às rodelas e pique os coentros. Ponha um tacho ao lume com o azeite e os alhos e quando estiver quente junte os coentros até estalarem. Depois junte o copo de vinho branco e deixe refogar mais uns minutos. Junte então as amêijoas, tempere com sal e pimenta e tape. Tenha o cuidado de ir virando as amêijoas para que todas passem por baixo.
    Quando estiverem todas abertas retire-as do lume e tempere sumo de limão a gosto. Bom apetite...

    terça-feira, 24 de janeiro de 2012

    Pão Alentejano com Torresmos

    Com tanto estudo a barriguinha também começa a dar horas, dai que nada melhor para "encher o papo" com uma boa sandes de pão alentejano com torresmos. É saudável? Tem muitas caloiras? Muito saudável não é de certeza. Relativamente às gorduras e calorias tem muitas... mas sabe tão bem! E tudo o que sabe verdadeiramente bem tem estas condicionantes mas uma vez por outra até que nem faz muito mal.






    sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

    Coxinhas de Frango com Cerveja

    Óptimo e sem nenhuma ciência! É assim que eu classifico esta receita porque bastam quatro ingredientes e 45 minutos do vosso tempo para terem as belas das coxinhas confeccionadas e prontas a serem degustadas. Sinceramente, espero que provem e experimentem fazer esta receita e irão ver que não tem qualquer dificuldade na sua preparação. O resultado final deixo ao vosso critério para classificarem.

    Ingredientes: (receita para 4 pessoas)

    • 8 coxinhas de frango
    • uma cerveja de 33cl
    • uma embalagem de sopa de cebola
    • sal q.b.


    Preparação:


    Colocam sal nas coxinhas de frango alguns minutos antes da sua confecção propriamente dita e pré aquecem o forno. Assim que tiverem tomado gosto colocam-nas num pirex. De seguida regam as coxas com a sopa de cebola e a cerveja de 33cl. De seguida, é só colocarem o pirex no forno, passados 20 minutos virarem as coxinhas para tostarem do outro lado, aguardarem mais 20 minutinhos e tem esta refeição pronta a servir. Podem acompanhar com arroz branco, batata frita ou salada. Bom apetite

    quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

    Empadão de Carne


    Mais fácil é quase impossível! Receita com grau de dificuldade mínimo para a sua confecção e tempo reduzido para ficar no ponto. Há algumas décadas esta receita era muito usual nas cozinhas alentejanas pois as sobras da carne iriam sempre dar neste famoso empadão. Hoje em dia, já existe uma maior preocupação quanto à qualidade e frescura da carne. No entanto, seja com os restos da carne ou com uma carne picada acabadinha de sair do talho, este prato fica sempre divinal.


    Ingredientes: (receita para 4 pessoas)

    • 250 g de carne de novilho picada
    • 250 g de carne de porco picada
    • 2 saquetas de puré de batata em flocos
    • 1 cebola
    • 2 dentes de alho
    • 2 colheres (sopa) de polpa de tomate
    • 5 colheres (sopa) de azeite
    • 1 dl de vinho branco
    • 1 folha de louro
    • Sal q.b.
    • Pimenta q.b.
    • 1 ovo (batido para pincelar)

    Preparação:

    Descasque a cebola e os alhos, pique tudo muito bem. Deite para um tacho, junte o azeite, leve ao lume e deixe cozinhar até a cebola ficar douradinha. Adicione as carnes picadas e mexa bem até ficarem soltas. Junte a polpa de tomate, o louro e o vinho branco, tempere com sal e pimenta, deixe cozinhar até a carne ficar quase seca e retire do lume.
    Prepare o puré de batata em Flocos como indica a embalagem.
    Unte um pirex ou tabuleiro de louça com azeite e deite uma camada fina de puré e espalhe em cima a mistura da carne. Cubra com o resto do puré, alise e pincele com ovo batido.
    Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 20 minutos. Retire e sirva de imediato

    Bacalhau à Gomes de Sá

    Esta receita, que retirei do site Petiscos.com, é em tudo igual à da minha querida e santa mãe. Além de ser também um dos pratos preferidos do meu pai. Acabando desde já com os sentimentalismos, é um prato que é impossível de recusar. O ingrediente principal, o bacalhau, fala por si só. É um peixe que tem uma tradição enorme em Portugal e seja de que forma for confeccionado é sempre apetitoso. Recomendo-vos então a experimentarem este bacalhau à gomes de sá.



    Ingredientes: (receita para 4 pessoas)

    • 500 g bacalhau
    • 500 g batatas
    • 2 cebolas
    • 2 dentes de alho
    • 1 folha de louro
    • 2 ovos cozidos
    • 1 dl azeite
    • azeitonas pretas
    • 1 molho de salsa picada
    • sal q.b.
    • pimenta branca moída q.b.

    Preparação:

    Coloque o bacalhau de molho no dia anterior. Depois coloque-o num tacho e escalde-o com àgua a ferver. Tape e abafe o recipiente com um pano de cozinha e deixe ficar assim durante 20 minutos. Escorra o bacalhau, retire-lhe as peles e as espinhas e desfaça-o em lascas. Ponha estas num recipiente fundo, cubra-as com leite bem quente e deixe ficar de infusão cerca de 2 horas. Entretanto, corte as cebolas e o dente de alho às rodelas e leve a alourar ligeiramente com um pouco de azeite.
    Junte as batatas, que foram cozidas com a pele e depois peladas e cortadas às rodelas. Junte o bacalhau escorrido. Mexa tudo ligeiramente, mas sem deixar refogar. Tempere com sal e pimenta. Deite imediatamente num tabuleiro de barro e leve a forno bem quente durante 10 minutos. Sirva no prato em que foi ao forno, polvilhado com salsa picada e enfeitado com rodelas de ovo cozido e azeitonas pretas.Bom apetite

    terça-feira, 17 de janeiro de 2012

    Feijoada Alentejana

    Esta é sem dúvida uma das melhores receitas que podem confeccionar num Domingo ao almoço quando toda a família está reunida. Os ingredientes falam por si só e todos juntos são muito consistentes devido ao elevado teor de vitaminas e proteínas. É um prato extremamente saboroso que vos recomendo a experimentarem. Degustem-no devagar acompanhando com um bom vinho tinto. A minha sugestão é o Monte da Peceguina.

    Ingredientes:

    • 600 g couve coração ou lombarda (meia couve)
    • 150 g de cenoura
    • 150 g de cebola
    • 2 dentes de alho
    • 120 g de tomate
    • 2 colheres de sopa de azeite
    • 100 g de bacon em tiras pequenas
    • 1 copo de vinho branco
    • 1/2 chouriço de carne
    • 1/2 chouriço de sangue
    • 1 farinheira
    • 300 g de carne de vaca
    • 1 folha de louro
    • 250 g de água
    • 1/2 malagueta
    • 1 caldo de carne
    • 600 g de feijão manteiga cozido
    Preparação:

    Faça um refogado com a cebola e o alho picadinhos e o azeite. Depois adicione o tomate em pedaços ou a polpa de tomate. Deixe refogar mais um pouco e adicione o vinho branco e o bacon. Refogue mais cinco minutos. Adicione a carne de vaca, a cenoura cortada em pedaços pequenos e água suficiente até cobrir. Deixe cozer, mexa de vez em quando e verifique se necessita de mais água. Enquanto a carne coze, numa outra panela coza as couves em água temperada com sal. Num outro tacho coza os enchidos também em água. Quando a carne estiver cozida adicione as couves escorridas, os enchidos cortados em rodelas e o feijão cozido. Envolva tudo, deixe levantar fervura e sirva bem quente. Bom apetite...  

    segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

    Empadas Alentejanas

    Aqui estão as belas das empadas alentejanas, sejam elas degustadas quentinhas, acabadinhas de sair do forno, ou já frias. A única certeza é que sabem sempre bem seja a que hora do dia as decidirem comer. Esta receita foi retirada do blog: As Receitas da Patanisca. Façam uma pequena visita a este blog e vão ver que não se vão arrepender pois também tem várias receitas apelativas.

    Ingredientes:

    Para a Massa:
    • 1,5kg farinha
    • 4 ovos
    • 200g banha
    • Água
    • Caldo do frango
    • Sal q.b
    Para o Recheio:

    • 1 frango grande (caseiro)
    • 1 chouriço
    • Duas colheres de sopa de banha
    • Toucinho entremeado
    • Uma cebola picada
    • Salsa
    • Uma cabeça de alho
    • Água
    • Sal
    • Cravinho
    • Pimenta em grão
    Preparação:

    Para a massa misture bem todos os ingredientes e amasse bem. 
     
     
     
     Pincele as forminhas com banha e coloque a massa.
     
     
     
     Para o recheio faça um estufado com o frango e os temperos. Vá acrescentando água aos poucos. Quando o frango estiver cozido desfie. Corte o chouriço às rodelas e o toucinho às tirinhas.
     
    Coloque o frango desfiado nas formas, junte 1 colher de sopa do caldo do frango, 1 tira de toucinho e 1 tira de chouriço. Tape com mais uma camada de massa e leve ao forno até que fiquem douradas. Agora é só degustar... bom apetite
     
     
     
       
       

    terça-feira, 10 de janeiro de 2012

    Polvo à Lagareiro

    Esta é uma das refeições que é mais apreciada nos restaurantes. Confecciona-se cada vez mais no alentejo por também ser cada vez mais requisitada pelos clientes. Relativamente a casas particulares, é uma excelente refeição para um almoço de família, dado que o polvo demora um pouco a grelhar e assim a convrsa pode ser colocada em dia. Aconselho que degustem esta refeição acompanhada de um bom vinho verde fresco ou então um bom vinho branco frisante.

    Ingredientes:

    • 1 kg de polvo(fresco)
    • 2 dl de azeite
    • 4 dentes de alho
    • 800 grs. de batatas pequenas
    • duas cebolas
    • 1 molho de coentros
    • azeitonas
    • sal q.b

    Preparação:


    Cozem o polvo num tacho com água a ferver e sal. Depois de cozido e escorrido, vai à grelha para grelhar, com um pouco de sal.
    Depois de grelhado, regue-o com azeite fervido, alhos cortados às rodelas, coentros picados, cebolas cortadas às rodelas finas e azeitonas, acompanhe com batatas a murro. Lave as batatas ponha-as num tabuleiro salpique com bastante sal grosso. Leve a forno quente cerca de 45 minutos.  Depois de assadas limpe o sal e dê um murro ao de leve. Está pronto a ser degustado... bom apetite

    segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

    Açorda de Marisco

    Possivelmente este será o meu parto favorito. Decidi partilhar esta receita convosco porque no meu consciente sei que são merecedores de provar e degustar tal maravilha gastronómica. Para mim e na minha modesta opinião a melhor açorda de marisco é a que é confeccionada no Restaurante o Trindade em Pias.

    Ingredientes:

    • 1 pão alentejano (duro)
    • 4 patas de sapateira
    • 200 gr de miolo de camarão 
    • 200 gr de amêijoa
    • 100 gr de miolo de mexilhão
    • 100 gr de delícias do mar
    • 200 gr de camarão cozido
    • 3 dentes de alho
    • 1 dl de azeite
    • 2 colheres (sopa) de polpa de tomate
    • 2 ovos 
    • sal q.b
    • 1 molho de coentros
    Preparação:

    Retire a tampa do pão e retire todo o miolo. Leve o pão ao forno a 180º por 10 minutos e reserve.



    Leve os mariscos, excepto as delícias do mar, ao lume com água e sal e deixe cozer até a amêijoa abrir. Escorra os mariscos e reserve. Passe a água da cozedura por um passador e demolhe o miolo de pão.



    Entretanto pique os alhos e refogue-os no azeite.



     Acrescente-lhe a polpa de tomate, deixe refogar mais um pouco e envolva o pão demolhado. Tempere com sal e vá adicionando os mariscos aos poucos, envolvendo entre cada adicção.Junte a gema e as delícias do mar e envolva novamente.



     Retifique os temperos e adicione-lhe os coentros picados. Transfira para o pão e está pronta a servir.


    Bom apetite.. espero que gostem

    domingo, 8 de janeiro de 2012

    Espargos com Ovos Mexidos

    Numa receita anterior já tinha feito referência, nesse caso às migas de espargos, mas não resisti a colocar aqui mais uma receita onde os espargos fazem parte da receita, neste caso os espargos selvagens com ovos mexidos. Sendo muito sincero convosco é um petisco que eu adoro e vos aconselho vivamente a experimentarem.




    Ingredientes:
    • 2 molhos de espargos selvagens (verdes)
    • 150 gr de miolo de pão
    • 8 ovos
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    • pimenta q.b.
    Preparação:

    Arranjam-se os espargos(praticamente retira-se metade do pé) e cozem-se num pouco de água temperada com sal. Escorrem-se (guarda-se a água) e cortam-se em bocadinhos com cerca de dois centimetros. Esfarela-se o pão para uma tigela e juntam-se as gemas e um pouco de pimenta moída. Mistura-se adicionando um pouco da água de cozer os espargos e os espargos. Mexe-se. Deitam azeite numa frigideira, deixa-se aquecer e junta-se o preparado anterior. Deixam cozer e vão moldando o preparado em rolo. Os espargos podem então ser servidos.

    Cogumelos Assados na Brasa

    Os cogumelos são alimentos que fazem parte do dia-a-dia dos portugueses. São fungos muito apreciados e procurados. Por isso deixo-vos aqui este petisco de fácil preparação e ainda mais fácil degustação. Espero que apreciem. Tenham cuiado a escolher os cogumelos, não sejam eles venenosos.


    Ingredientes: (receita para 4 pessoas)
    • 16 cogumelos grandes
    • 1 limão
    • 1 molho coentros picados
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    Preparação:

    Lave os cogumelos muito bem com água e sumo de limão. Seque-os, coloque-os num tabuleiro de forno e tempere-os com sal e os coentros picados. Coloque-os no assador até ficarem bem assados. Retire-os do assador e regue-os com um fio de azeite. Sirva os cogumelos acompanhados de um copo de vinho. A minha sugestão recai no Morgado da Canita, tinto.

    Arroz de Pato

    Mais um prato tradicional confeccionado um pouco por todo o alentejo. Existem várias formas para ser cozinhado mas eu aqui vos vou deixar a forma mais usual e saborosa. É sem dúvida um dos pratos que me dá mais gosto cozinhar e degustar. Espero que gostem de mais esta receita muito típica do meu humilde alentejo.

    Ingredientes:

    • 1 pato
    • 1/2kg  de arroz
    • 1 chouriço
    • 2 dentes de alho
    • duas cebolas
    • uma folha de louro
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    • 8 cravinhos
    •  2 ovos

    Preparação:

    Coze-se o pato na panela de pressão cerca de uma hora, em água com uma cebola inteira, 8 cravinhos espetados e o chouriço. Retira-se o pato, deixa-se arrefecer, desossa-se e desfia-se. A água deve ser coada e reservada para fazer o arroz.
    Para fazer o arroz faz-se um refogado, junta-se o dobro da quantidade de arroz de água, e quando estiver a ferver deita-se o arroz e aguardam 20 minutos até o arroz cozer. Acrescente o sal a seu gosto. Numa frigideira, misture o alho picado, o louro, a outra cebola picada e o azeite. Coloque o pato e deixa-se alourar alguns minutos sem deixar queimar.
    Num pirex dispõe-se metade do arroz, em seguida o pato desfiado e depois a outra metade do arroz. Batem-se dois ovos inteiros e pincela-se toda a superficie com eles. Corta-se o chouriço às rodelas e dispõe-se as rodelas sobre o arroz. Vai ao forno durante cerca de 15 minutos para deixar tostar a superficie. Está pronto a ser degustado, bom apetite...

    Pargo no Forno

    Aqui está a primeira receita de um belo e saboroso peixe no forno. O famoso pargo no forno que é confeccionado um pouco por todas as casas alentejanas. Convêm que o pargo seja fresco e não congelado porque retira um pouco de sabor ao próprio. Refeição muito saudável e fácil de fazer. Espero que sigam o meu conselho e confeccionem e provem esta refeição.

    Ingredientes:

    • 1 pargo grande
    • duas cebolas
    • 2 dentes de alho
    • duas folhas de louro
    • 1 copo de vinho branco
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    • pimenta preta moída q.b.
    • colorau q.b.
    • 16 batatas pequenas

    Preparação:

    Coloque o pargo num tabuleiro de ir ao forno, depois de bem limpo de escamas e tripas. Tempere-o com sal e dê-lhe alguns golpes. Corte as cebolas às rodelas fininhas e coloque à volta do peixe. Junte os alhos picados, o louro, o azeite, a pimenta, o colorau e o vinho branco. Coloque no forno para assar, rodeado de batatinhas novas. Vá regando o peixe com o próprio molho à medida que assa. Está pronto a servir acompanhado de uma salada de alface e cebola.

    sábado, 7 de janeiro de 2012

    Javali Estufado com Arroz de Coentros

    É possivelmente o maior troféu que um caçador pode ter! Caçar um javali. E é de javali que esta minha ementa fala. A única coisa que vos posso dizer a respeito deste prato é que precisa de várias horas de confecção, mas também vos garanto que o tempo de espera vale a pena pois este javali estufado com arroz de coentros é divinal. Acreditem sinceramente que isto não é nenhuma calúnia. Agora, precisam de ser pacientes na confecção desta refeição mas vão ver que vale a pena porque vão conseguir desfrutar de uma variedade de sabores. "Vão comer e chorar por mais".

    Ingredientes: ( receita para 4 a 6 pessoas)

    • 2 kg de javali
    • 6 cebolas grandes
    • duas cenouras
    • 6 dentes de alho
    • duas folhas de louro
    • sal q.b.
    • 1 litro de vinho tinto
    • azeite q.b.
    • água q.b
    Preparação:

    Coloque a carne do javali cortada aos cubos grandes num recipiente durante 10 a 12 horas em água com rodelas de limão. Depois disso, retire a carne da água e passe-a por agua corrente escorrendo-a muito bem num passador de rede e reserve-a. Num tacho refogue a cebola às rodelas grossas, dentes de alhos laminados e as duas cenouras cortadas às rodelas finas em azeite. Junte a carne, o louro, o vinho tinto e a água. Deixe cozinhar em lume brando com o tacho tapado e vá adicionando água se necessário. A confecção deste prato é demorada, porque a carne de javali é um pouco rija, seca e adocicada. Quando esta já estiver quase cofeccionado, num tacho façam um refogado com cebola e alho picados e um fiozinho de azeite. Quando os alhos e a cebola ja estiverem dourados acrescentem água ao tacho. Depois quando a água estiver a ferver introduzam e arroz e deixem-no a cozinhar em lume brando 20 minutos. No final é só acrescentar os coentros picados.O javali estufado com arroz de coentros está pronto a servir. Bom apetite a todos vós...

    Coelho Frito à Mourense

    Sendo o Alentejo uma região rica em alimentos provenientes da caça, aqui vos deixo mais uma sugestão degustativa. O coelho frito à mourense, confeccionado em muitos restaurantes e nas típicas tascas do concelho de Moura. Espero que apreciem este prato e o façam nas vossas respectivas casas porque é extremamente fácil de fazer.

    Ingredientes: ( receita para 4 pessoas)

    • 1 coelho
    • 4 dl de vinho tinto
    • duas cebolas
    • 6 dentes de alho
    • uma folha de louro
    • azeite q.b.
    • sal q.b.

    Preparação:

    Lave muito bem o coelho e parta-o em bocados. Tempere com vinho tinto, sal, alho picado, cebola picada e a folha de louro. Deixe repousar de um dia para o outro.
    Escorra o coelho da marinada. Num tacho coloque azeite e leve ao lume. Quando o azeite estiver quente frite o coelho . De seguida acrescente os ingredientes da marinada e deixe cozinhar em lume brando, com o tacho tapado. Deixe apurar bem até o coelho estar bem dourado. Depois é só servir e apreciar acompanhando o coelho com batatas fritas ou arroz. Bom apetite…

     

    Feijoada de Lebre

    Reparei que ainda não tinha colocado uma refeição com alimentos oriundos da caça. Pois cá está a primeira! A feijoada de lebre que tanto se confecciona nos dias seguintes às montarias e na maioria das casas alentejanas. Uma forma inteligente e gostosa de aconchegar o estômago e se deliciarem. Acompanhem esta iguaria com uma bela garrafa de vinho tinto tradicional alentejano. A minha sugestão de vinho para este prato recai  no Convento da Tomina Reserva.

    Ingredientes:

    • uma lebre média
    • 500gr de feijão branco
    • duas cebolas
    • 4 dentes de alho
    • 1 copo de vinho branco
    • salsa
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    • pimenta q.b.

    Preparação:

    Demolhe o feijão branco bem coberto de água de um dia para o outro. Na mesma altura limpe a lebre, corte-a em bocados e tempere com sal, pimenta, os alhos picados e o vinho branco. Deixe marinar igualmente de um dia para o outro. Coza o feijão em água a ferver. Depois de cozido o feijão, escorra-o bem, reservando a água da cozedura. Cubra com azeite o fundo de um tacho grande. Junte-lhe duas cebolas descascadas e picadas, os pedaços de lebre, a marinada e um ramo de salsa. Leve ao lume e refogue, virando a carne várias vezes. Quando esta começar a secar, regue com alguns copos de água de cozer o feijão. Tape o tacho e deixe cozer até a carne ficar bastante tenra, quase a desfazer-se. Adicione o feijão com caldo e deixe cozer para apurar bem, mas mexendo várias vezes, para eveitar que o feijão queime. Rectifique os temperos e retire a salsa. Sirva a feijoada polvilhada com salsa picada.

    sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

    Migas de espargos com Lombinhos de porco

    Este foi um prato que experimentei há uns meses quando fui passar um fim de semana ao Redondo e fiquei mesmo fã. Sem dúvida que vou confeccioná-lo até porque não tem muito que saber para realizá-lo e é óptimo. Desde já agradeço o convite da minha amiga Ana Catronga porque se não fosse assim não tinha degustado esta maravilha gastronómica alentejana.

    Ingredientes:
    • 600gr de lombinhos de porco (preto é mais saboroso)
    • 400gr de pão (duro)
    • 1 molho de espargos
    • 1 ovo
    • 2 dentes de alho
    • uma folha de louro
    • azeite q.b.
    • sal q.b.
    • uma rodela de laranja
    • azeitonas

    Preparação:

    Numa frigideira fritam-se os dois dentes de alho cortados às rodelas, a folha de louro e azeite.
    Cortam-se os espargos em pedaços pequenos acrescentam-nos à frigideira para lhes dar um pouco de fervura. Junta-se o pão que foi anteriormente demolhado e o ovo inteiro. Mexe-se bem e vão enrolando as migas até estar uma "massa de pão" bem consistente.
    Os lombinhos podem ser grelhados num grelhador eléctrico ou em carvão que é como vos aconselho a confeccionar pois a carne fica muito mais saborosa. Antes de os grelharem temperem só com sal.
    Quando as migas e a carne estiver grelhada sirvam os ingredientes num prato que podem decorar com uma reodela de laranja e acompanhem também com umas belas azeitonas alentejanas. Degustem esta magnífica panóplia de sabores.

    quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

    Cabrito de Aljustrel

    Esta é uma receita que não me pertence e que por acaso nunca confeccionei. No entanto, esta refeição é deverás apreciada pelos "mineiros de Aljustrel" , respectivas freguesias e turistas que se deslocam a esta povoação alentejana. Daí não ter resistido a colocar aqui o Cabrito de Aljustrel, até porque já o provei e é divinal. Quem não tiver possibilidades de se deslocar a Aljustrel e arredores façam-me só o favor de experimentarem confeccionar este verdadeiro manjar dos deuses que deixa muitas pesoas a salivar por mais.

    Ingredientes:
    • 750 g de cabrito
    • sal e pimenta q.b.
    • 1 colher de chá de colorau
    • 50 g de margarina
    • 350 g de cebolas
    • 2 dentes de alho
    • salsa
    • 2 folhas de louro
    • 1 pimento verde
    • 80 g de chouriço
    • 400 g de tomate
    • 1 colher de chá de açafrão
    • 3,5 dl de vinho branco
    • 1,5 dl de azeite
    • piripiri
    • 1,5 kg de batatas
    Preparação:

    Corte o cabrito em pedaços e tempere com vinho branco, sal e pimenta. Aloure na margarina bem quente e escorra. Descasque as batatas, corte em rodelas, lave, escorra e tempere com sal, pimenta e colorau. Corte os alhos em lâminas, a cebola em rodelas finas, o pimento em tirinhas e o tomate em rodelas. Coloque num tacho, e por esta ordem, camadas de cebolas, pimentos, dentes de alho, uma folha de louro, batatas, a carne e tomate. Vá repetindo as camadas até acabar. O chouriço, cortado às rodelas, é a última camada. Deite o açafrão, muito bem espalhado, o vinho branco e o azeite. Deite um pouco de piripiri. Tape e leve a lume médio cerca de 40 minutos. Vá rectificando os temperos a gosto. Sirva polvilhado com salsa picada.

    Achigã Grelhado com Batatas a Murro

    O achigã é um peixe de água doce que é muito procurado no Alentejo, pelo gostoso sabor que o caracteriza. Pesca-se muito na Barragem do Alqueva devido a este lago artificial ser dos maiores do mundo e possuir uma enorme variedade de peixe. Sendo eu natural de Moura, estou sensivelmente a 11km da Barragem do Alqueva, consigo encontrar este peixe com alguma facilidade.
    Aconselho vivamente aos apreciadores de peixe, e não só, que tenham a curiosidade de experimentar o achigã seja de que forma for ele confeccionado. Aqui vos deixo a forma que para mim é mais simples de o cozinharem.

    Ingredientes: ( receita para 4 pessoas)

    • 4 achigãs médios
    • 12 batatas
    • 3 ou 4 dentes de alho
    • um molho de coentros
    • manteiga
    • azeite q.b.
    • sal q.b.

    Preparação:

    Arranjem os achigãs, retirando-lhe as barbatanas e as escamas. Após estarem devidamente escamados o próximo trâmite é fazerem um corte no dorso dos peixes de modo a conseguirem abri-lo mas nunca separando as partes. Temperam-no com sal, a gosto, e passado alguns minutos o peixe poderá começar a ser grelhado. De seguida, numa panela, comecem a cozer as batatas com a respectiva pele durante 20 minutos enquanto o peixe grelha. Piquem os alhos e os coentros para uma tigela, adicionando-lhe um pouco de azeite. Quando as as batatas estiverem cozidas retirem-nas da panela e coloquem-nas dentro da tigela onde está o azeite, os alhos e os coentros picados e misturem todos os ingredientes. Assim que os achigãs estiverem grelhados aqueçam no microondas um pouco de manteiga até esta estar liquida. Depois é só servir em pratos separados. Num pratinho as batatas e o molho com o azeite, alho e os coentros e noutro prato os achigãs com o molho de manteiga. Espero que gostem!

    terça-feira, 3 de janeiro de 2012

    Presunto e Enchidos "pata negra" de Barrancos

    Como não há nada melhor do que umas boas entradas para abrir o apetite e começar a aconchegar o estômago aqui vos deixo as maiores especialidades do concelho de Barrancos, líder nacional de vendas de produtos de porco preto (pata negra), o Presunto e os Enchidos.
    Produtos com um sabor único em que a relação qualidade/preço está muito bem delineada dada a tradição que estes produtos possuem.



    PS: Deixo-vos a hiperligação, cliquem sobre Presunto e Enchidos "pata negra" de Barrancos, do site Barrancarnes, para conhecerem todos os produtos que são feitos nesta empresa e para que acima de tudo seja perceptível para todos vós o porquê do gosto, paladar e textura que estes produtos tradicionais alentejanos possuem. No caso de terem ficado curiosos em experimentar, é só uma questão de contactarem o produtor e realizarem a respectiva encomenda.

    segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

    Carne de Porco à Alentejana


    Após alguns pedidos que me surgiram nos últimos dias de 2011, decidi, já no início de 2012, brindár-vos com uma das vossas "exigências" enquanto seguidores e visitantes deste blogue: a Carne de Porco à Alentejana. Pois cá está ela! Uma referência gastronómica do Alentejo que espero que confeccionem e acima de tudo disfrutem. Sem qualquer tipo de dúvida que está nos 5 primeiros lugares dos pratos tradicionais alentejanos mais procurados e degustados.

    Ingredientes: (receita para 5/6 pessoas)
    • 1Kg de carne de porco
    • 1Kg de amêijoas
    • 4 dentes de alho
    • duas folhas de louro
    • Azeite q.b 
    • Massa de pimentão q.b.
    • 1 molho de coentros 
    • Sal q.b.
    • meio litro de vinho branco
    • 10 Batatas
    • Pickles
    • Azeitonas
    Preparação:

    Antes de começar a confeccionar esta refeição coloque as amêijoas numa tijela com sal e água durante uma a duas horas para as amêijoas perderem a areia.
    Corte a carne aos cubos para dentro de uma tigela e tempere-a com a massa de pimentão, os dentes de alho cortados às rodelas, o sal e as folhas de louro. Mexa tudo muito bem e regue com o vinho branco.
    Deixe repousar a carne durante duas horas para tomar gosto.
    Após as amêijoas e a carne estarem prontas para serem confeccionadas já deverá ter cortado as batatas aos cubos e aquecido o oléo para estas irem começando a fritar. Depois, num tacho vai aquecer o azeite ao qual lhe vai juntar a carne que já foi previamente escorrida. Deixe fritar a carne durante 5 minutos e só depois lhe junta o marinado da carne. Aguarde mais uns minutos para a carne apurar e depois acrescenta ao tacho as amêijoas, que demorarão sensivelmente 5 minutos para abrir e tomarem o gosto. Quando a carne e as ameijoas estiverem confeccionadas pode apagar o lume e polvilhe a panela com os coentros e os pickles muito bem picados e azeitonas. Se eventualmente lhe apetecer e/ou gostar pode regar a carne de porco à alentejana com umas gotas de limão para dar ainda mais sabor.
    Espero que gostem... agora só tem mesmo de agarrar a faca e o garfo e degustarem esta maravilha gastronómica.

    Arroz Doce Alentejano

    Ora aqui tem a famosa receita de Arroz Doce Alentejano. Uma das sobremesas mais fáceis de fazer mas que é muita apreciada de norte a sul do país. Cada região do país tem a sua forma peculiar de a confeccionar e o Alentejo não foge à regra. Aconselho-vos por isso a "adoçarem o bico" dos vossos amigos e familiares com esta gostosa receita.


    Ingredientes:



    • 250gr de arroz graúdo (não agulha)
    • sal q.b
    • uma colher de sopa de banha
    • 2 dl de leite
    • 100gr de açúcar
    • duas tiras de casca de limão
    • 1 pau de canela
    • canela em pó

    Preparação:

    Lavem e escorram o arroz e mergulham-no em cerca de meio litro de água a ferver temperada com sal e banha. Quando o arroz abrir, juntam o leite(quente) e o açúcar, a pouco e pouco. O pau de canela e as cascas de limão introduzem-se quando se começar a juntar o leite.
    Vai-se mexendo sempre, não sendo rigorosas as quantidades de leite e açúcar, pois dependem muito da qualidade do arroz. Quando pronto, deve ter o bagos visíveis mas envoltos num creme. Colocam o arroz numa travessa e polvilham com canela em pó.

    Bacalhau com Natas

    Desde já desejo um óptimo 2012 recheado de sucessos pessoais e profissionais a todos os que acompanham este blogue.
    De seguida vos deixo a minha receita de Bacalhau com Natas que embora não se possa considerar uma receita 100% alentejana, não deixa de ser um prato que faz parte das variadíssimas ementas que são confeccionadas nos restaurantes alentejanos e nas respectivas casas de família.
    Neste post vou colocar imensas fotos para vocês acompanharem a receita passo a passo.



    Ingredientes: ( receita para 6 pessoas)

    • duas embalagens de bacalhau demolhado e desfiado
    • 12 batatas médias
    • 2 pacotes de natas
    • uma embalagem de molho bechamel
    • 500gr de miolo de camarão
    • uma cebola média
    • 4 dentes de alho
    • azeite q.b.
    • sal q.b
    • uma folha de louro

    Preparação:

    Descascam as batatas e cortam-nas às rodelas e posteriormente em cubinhos pequenos. Depois de estarem todas cortadas aos cubos, colocam-nas num tacho com a água que já deve estar fervida para serem cozidas sensivelmente 20minutos.


    Noutro tacho colocam água e quando esta já estiver a fervilhar levam o bacalhau a cozer entre 15 a 20 minutos

    Enquanto aguardam que o bacalhau e as batatas cozam aproveitem para picar a cebola e cortar os dentes de alho às rodelas


    Quando o bacalhau e as batatas estiverem cozidas colocam em recipientes separados cada um destes ingredientes. Lavam o tacho onde o bacalhau foi cozido e depois de limpo levam ao lume com azeite e refogam a cebola, os dentes de alho e a folha de louro



    Deixem refogar entre 3 a 5 minutos e quando a cebola e o alho já estiverem bem dourados juntam-lhe o bacalhau e o miolo de camarão. Mexem bem durante 5 minutos e desligam o fogão.


    Misturam no recipiente que será levado ao forno, já previamente aquecido, o bacalhau e as batatas cozidas, acrescentando-lhe ainda os dois pacotes de natas.Por fim colocam por cima o molho bechamel e levam ao forno durante 30 minutos.


    Quando a parte de cima dos recipientes já estiver bem tostada está pronto a servir.
    Depois, é só degustarem e se deliciarem com este bacalhau com natas acompanhado de uma salada de alface, tomate.


    Espero que tenham gostado desta receita... disfrutem!